agências matrimoniais, traição, sites de encontros, classificados para solteiros - testamos para vocês
Logo: Teste sites de encontros, agências matrimoniais, anúncios para solteiros, anúncio erótico

Teste: Sites de encontros, agência matrimonial, anúncios eróticos, pulada de cerca,...

Noticias e testes online dating - 2013 - O Instituto Gulbenkian de Ciência voltou a marcar presença em Algés

Home   |   Conselhos online dating   |   Novidades   |   Imprensa   |   Contacto

  Novidades para solteiros em Portugal

08 de Julho 2013

Speed dating científico no Festival Optimus Alive
O Instituto Gulbenkian de Ciência voltou a marcar presença em Algés

O último fim-de-semana foi dedicado à música no Passeio Marítimo de Algés, palco do festival Optimus Alive. Mas nem só de sonoridades se fez este evento que dedica também especial atenção à ciência. Dos palcos chega o som da bateria, da guitarra eléctrica, do saxofone e tantos outros instrumentos tocados enquanto no espaço do IGC se faziam pipocas fumarentas, se conversava com cientistas e se conhecia os vencedores da Bolsa Optimus Alive – IGC 2013.


A presença do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) no Optimus Alive é um momento de divulgação do trabalho do instituto de proximidade com o público (de todas as idades) que acorre ao festival de três dias.

“Consegue imaginar melhor local para chegar às pessoas?” interroga Tiago Carneiro, investigador do IGC, que por momentos fica sem “clientes” para um speed dating, uma das actividades do IGC durante o festival. Nestes encontros rápidos, é possível falar com os cientistas e perceber o que estes fazem em prol do conhecimento.

“Há pessoas muito interessadas que chegam aqui de propósito, outras só porque estão de passagem. Mas há muitas que fazem interessantes perguntas”, acrescentou o investigador. À nossa volta estavam perto de uma dezena de investigadores, todos de sorrisos estampados no rosto, revelando amenas conversas com os curiosos festivaleiros.

Mais gargalhadas se ouviam junto à gastronomia molecular feita pela “chefe” Joana Viegas, do Cooking.Lab, um centro de investigação na área da gastronomia molecular sedeado no Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa. “Temos pipocas em azoto líquido. O azoto está a 196 graus negativos o que faz com que congele as pipocas e quando são consumidas a diferença de temperatura, com o nosso corpo, faz com que consigamos libertar aquele ‘fumo’”, explica Joana Viegas, engenheira alimentar.

Ao olhar para um festivaleiro, percebemos que comer pipocas em azoto líquido faz sair fumo pelo nariz.

Além da presença no festival, a parceria do IGC com a promotora do evento, a Everything is New, inclui a atribuição de bolsas de investigação. Este ano foram atribuídas duas bolsas, nas áreas da Biodiversidade e Microbiologia.

Helena Teixeira, licenciada em biotecnologia, vai ter oportunidade de estudar o efeito que a perda de habitat e fragmentação das florestas exerce nos lémures, uma das espécies em risco de extinção em Madagáscar, um local único no Planeta pela sua biodiversidade e pelo impacto negativo que a mão humana tem tido na mesma.

“Esta bolsa é muito importante porque o IGC tem excelentes investigadores e porque permite ir ao estrangeiro, para Madagáscar, que não é um sítio qualquer, ter formação. É um sonho, porque é lá existem espécies únicas”, diz Helena Teixeira, vencedora da Bolsa Optimus Alive – IGC 2013, na área da biodiversidade.

A pesquisa que vai desenvolver, acredita Helena, poderá contribuir para que trabalhe no futuro na “conservação de espécies ameaçadas, o que gostava muito”.

Filipe Vieira foi o outro vencedor, que vai aproveitar o trabalho desenvolvido durante a Bolsa para tese final do mestrado em microbiologia aplicada que já está a frequentar. “É difícil, actualmente, poder fazer ciência e receber ao mesmo tempo. Vou aproveitar ao máximo”, comenta o jovem investigador.

Filipe vai procurar investigar os mecanismos moleculares que estão envolvidos na interacção entre bactérias e os hospedeiros que infectam, em particular aquelas que ocorrem entre bactérias e insectos que causam a transmissão de doenças em humanos. Filipe terá ainda oportunidade de trabalhar num laboratório Suíço.

A parceria IGC/ Everything is New existe desde 2008 tendo sido já atribuídas oito bolsas de investigação em áreas como biodiversidade, evolução, genética e malária. Esta união da ciência à música resultou ainda publicações em revistas científicas.

O trabalho resultante do projecto científico desenvolvido por um dos bolseiros, Sam Viana, foi publicado na revista American Journal of Primatology, e a parceria entre a Everything is New e o IGC foi descrita na revista EMBO reports.

 

Fonte: cienciahoje.pt

 

 
Sua avaliação é importante para nós!

Este artigo sobre online dating ajudou você? Você tem perguntas ou sugestões a fazer? Se sim então escreva-nos:
» critica@sites-encontros.com.pt
 

» Início     » Home

 

Livros para solteiros
Dicas em livros
para solteiros e mais...

Publicidade: