agências matrimoniais, traição, sites de encontros, classificados para solteiros - testamos para vocês
Logo: Teste sites de encontros, agências matrimoniais, anúncios para solteiros, anúncio erótico

Teste: Sites de encontros, agência matrimonial, anúncios eróticos, pulada de cerca,...

Novidades e testes das sites de encontros: Jantares de solteiros - quarantões aderem aos

Home   |   Conselhos online dating   |   Novidades   |   Imprensa   |   Contacto

Novidades online dating do mundo dos solteiros em Portugal

15 de october de 2008

Sociedade: Quarentões aderem aos "jantares de solteiros" para contornar solidão

Lisboa, 29 Dez (Lusa) - Jantares e viagens para solteiros, encontros rápidos (speed-dating), jogos de encontro e desencontro a que os quarentões lisboetas começam a aderir para contornar a solidão. Aos 40, muitos consideram esta a maneira mais "segura" e rápida de conhecer pessoas.

São nove homens e nove mulheres, entre os 43 e os 55 anos.

Têm bom aspecto, ar distinto, e dispuseram-se num sábado à noite a jantar com desconhecidos."Não venho à procura de nada. Estou sempre aberto a situações agradáveis, e é agradável conhecer pessoas, sejam homens ou mulheres. Aqui há amizades que se desenvolvem e cultivam, outras que não. Isso nunca se sabe", contou à Lusa João, de 54 anos, empresário e um repetente neste tipo de eventos.

Os 18 inscritos na "Dinner Party para Singles" (Jantar para pessoas descomprometidas) começaram a chegar a um restaurante nos arredores de Lisboa às 21:00 de sábado. Alguns vinham com um ou dois amigos, mas a maioria resolveu aventurar-se "a solo".

"Isto é um bocadinho assustador. É preciso ganhar coragem para vir, mas pelo menos aqui sabemos que os outros participantes também estão interessados em conhecer pessoas novas", disse Paula, de 46 anos, bióloga. Participa pela segunda vez num evento deste género com o objectivo de "conhecer gente", algo que hoje em dia "é muito difícil".

À chegada, homens e mulheres foram recebidos pelo anfitrião, Miguel Moreira, com uma taça de champanhe. Foram feitas as apresentações e, após um primeiro contacto, os 18 dividiram-se por três mesas, cada uma com igual número de homens e senhoras.

"O jantar divide-se em três etapas. No final da primeira, em que é servida uma entrada, os senhores mudam de mesa. As senhoras permanecem sempre no mesmo lugar durante todo o jantar, enquanto os homens trocarão de mesa no final de cada etapa (que é o mesmo que dizer de cada prato)", explicou o responsável pela Big Eventos, empresa que introduziu o conceito "speed dating" em Portugal, Miguel Moreira.

No final do jantar, e já com as três mesas juntas, os participantes são convidados a permanecer no restaurante, onde há sempre algum tipo de animação, como música ao vivo.

"As pessoas não têm de ter receio. Esta é uma forma cómoda e segura de se conhecerem e fazerem amigos numa sociedade em que existe uma dificuldade (como é público) de abertura e de comunicação", referiu João, à Lusa.

Mas as "Dinner Party" não são o único evento para "singles" realizado pela empresa de Miguel Moreira. Há também o "Speed Dating", as "Lock and Key Party" (festa do cadeado e da chave) e as "Singles Travel" (viagens para solteiros).

"De Junho de 2005 até hoje já realizámos cerca de 40 eventos em Portugal e conseguimos reunir 5.600 pessoas na nossa base de dados. Além disso, lançámos também, a 29 de Setembro de 2006, o `Dia do Solteiro`, que também foi celebrado este ano", contou Miguel Moreira.

Se no "Speed Dinner" o tempo para se conhecer uma pessoa é o mesmo que se demora a degustar um prato de comida, já no "Speed Dating" os participantes dispõem apenas de quatro minutos para perceberem se há ou não química.

"As pessoas não têm de ter receio de nada. No fim de contas, se nós não dermos um jeitinho acabamos isolados e sozinhos, e há cada vez mais pessoas sozinhas na nossa sociedade", disse João, extrovertido e de conversa fácil, que vê este tipo de eventos apenas como "mais uma maneira de conhecer pessoas".

O "Speed Dating" é organizado como se de um jogo se tratasse. Num bar, cada participante - costumam ser cerca de 20 dentro da mesma faixa etária - terá cerca de quatro minutos para conversar com cada uma das pessoas e depois decidir quem quer voltar a ver. "Se existir um interesse mútuo entre dois participantes, a nossa empresa fornece a ambos o contacto do outro", explicou Miguel Moreira à Lusa.

Segundo a filosofia do conceito, que nasceu no estado norte-americano da Califórnia em 1999, "cerca de três minutos é o suficiente para que uma pessoa se aperceba se tem ou não afinidade com outra".

"Depois da primeira vez que participei num evento deste género, saí com uma série de pessoas e foi muito engraçado. Nunca se sabe. Podemos fazer amigos ou não", relatou Paula.

Já na "Lock and Key Party", a ideia é que as senhoras, que recebem um cadeado, e os homens, que recebem uma chave, se encontrem. Até encontrarem a combinação certa os participantes têm a oportunidade de conhecer e conversar com inúmeras pessoas.

A empresa de Miguel Moreira está ainda a tentar introduzir no nosso país o "Singles Travel", um conceito que tem como objectivo oferecer uma solução de viagens e turismo exclusivamente dedicada a pessoas descomprometidas.

Até agora os eventos realizados pela Big Eventos contam sempre com igual número de homens e mulheres, mas em breve isso poderá mudar.

"Em 2008 tencionamos realizar o primeiro evento do género dedicado à comunidade gay", revelou, à Lusa, Miguel Moreira.

"As pessoas em Portugal são muito fechadas. Lá fora vai-se a um bar e conhece-se gente, cá não. Isso vai ter de mudar, mais tarde ou mais cedo", desabafou Paula.

Fonte: rtp.pt

A sua avaliação vale!

Esta novidade sobre sites de encontros ajudou?
Se você tem perguntas ou sugestões para nos. Escreva à:
» critica@sites-encontros.com.pt

» Início     » Home